Sabia que existem diferentes tipos de lentes de contacto?

Sabia que existem diferentes tipos de lentes de contacto?

As Lentes de Contacto são um utensílio cada vez mais procurado nos dias atuais, pois são fáceis de utilizar, cómodas e permitem-lhe uma liberdade de movimentos bastante confortável, permitindo um sem número de atividades diárias sem qualquer tipo de preocupação, para os seus utilizadores!

As lentes de contacto são a solução perfeita para quem procura conforto e liberdade, sem perder a qualidade na correção diária da sua visão, sem descurar do seu campo visual perfeito.

Tipos de lentes de contacto

Existe no mercado vários tipos de lentes de contacto, adequadas a cada pessoa e às suas necessidades diárias.

Os tipos de lentes variam de acordo com a sua composição, assim como da sua durabilidade, ou seja, durante quanto tempo estas são utilizadas e quais os objetivos oftalmológicos. Neste sentido, existem lentes dois tipos de lentes, de acordo com a sua composição:

  • Lentes duras ou semi-rígidas – Este tipo de lentes de contacto, é geralmente, utilizada em casos clínicos muito específicos, sendo a sua periodicidade de utilização, geralmente, anual. Estas são, por norma, utilizadas e prescritas em situações clínicas extremas e muito específicas, em casos que as lentes hidrófilas não cobrem parâmetros de graduação ou doenças oculares específicas.
  • Lentes moles ou hidrófilas – este tipo de lente são bastante maleáveis. Estas são fabricadas com polímeros que absorvem uma grande quantidade de água, permitindo dessa forma uma adaptação perfeita ao olho, sem o perigo de ferir ou magoar o mesmo. As lentes hidrófilas podem ser fabricadas em hidrogel ou até em silicone hidrogel. Sendo estes materiais de elevada permeabilidade ao oxigénio, permitindo um conforto superior, promovendo a boa saúde ocular e uma maior longevidade à lente.

Frequência de utilização

No que diz respeito à sua frequência de utilização, estas lentes podem ser diárias, quinzenais, mensais e até mesmo as de longa duração, sendo estas últimas as menos solicitadas.

  • Lentes diárias – este tipo de lentes descartáveis são de apenas uma utilização, ou seja, são colocada e deitadas fora no próprio dia de utilização, permitindo dessa forma que o seu utilizador não necessite de fazer qualquer tipo de manutenção das mesmas. Esta é de todas as opções, a mais saudável para a sua vista, uma vez que não existe nenhum tipo de depósito de lixos, bactérias e impurezas nas lentes.
  • Lentes quinzenais – este tipo de lentes tem a duração de duas semanas, sendo necessária uma manutenção diária das mesmas. Todos os dias, após a sua remoção devem ser limpas e higienizadas corretamente, de forma a promover uma boa saúde ocular, e prevenir futuras doenças nos seu olhos. Após a conclusão deste período de quinze dias, as lentes devem ser trocadas por um par novo.
  • Lentes mensais – estas lentes tem a duração de um mês. Ao contrário das restantes lentes, estas requerem cuidados muito mais específicos e redobrados, uma vez que são mais propícias ao desenvolvimento de bactérias e fungos, potenciadores de doenças oculares. Estas lentes necessitam de uma limpeza diária rigorosa, devendo estar, pelo menos, quatro horas no líquido de limpeza e manutenção das mesmas.
  • Lentes de longa duração – este é um tipo de lente com especificidades particulares e que devem ser utilizadas apenas mediante a prescrição do oftalmologista. Estas têm a duração de um ano, necessitando de substituição após a conclusão do mesmo. Tal como acontece com as lentes mensais, os cuidados destas lentes é bastante elevado, com um tipo de manutenção bastante específico.

Para que possa optar pelas lentes de contacto mais adequadas ao seu caso, deve sempre consultar o seu médico oftalmologista ou marcar uma consulta de contactologia.