Visão dos Bebés: Tudo o que precisa de saber

Visão dos Bebés: Tudo o que precisa de saber

É importante, antes de tudo, perceber que a visão dos bebés requer uma longa aprendizagem visto que é apenas aos 5 anos de idade que o bebé beneficia de uma visão totalmente desenvolvida! Muitas vezes este processo demorado impede a perceção de doenças oculares à nascença, requerendo uma vigilância constante.

Como o bebé vê o mundo?

Durante a gravidez

O bebé não precisa da visão inteiramente desenvolvida, visto que não há praticamente nada para ver e a fonte de luz é muito reduzida. Evitar o consumo de álcool, cigarros e medicamentos desnecessários aliados a uma alimentação saudável, são fundamentais para que o bebé nasça com uma visão saudável.

Após o parto

Ainda na maternidade, os pediatras realizam o teste do luar pupilar para, de acordo com o diagnóstico, tratar a doença ocular do recém-nascido. A visão do bebé é muito turva e não consegue distinguir cores, apenas tons de cinza. Ao mesmo tempo, não consegue focar em objetos, sendo a visão periférica melhor que a central.

Primeiro mês de vida

A sensibilidade à luz é muito fraca, por isso, não há necessidade de os pais ficarem preocupados caso se esqueçam de uma luz ligada no quarto do bebé enquanto o mesmo dorme.

Com uma semana de vida já começa a perceber as cores, começando pelo vermelho, o laranja, o amarelo e o verde. Por fim, passa a distinguir o azul e o roxo. Dica: para estimular a visão do bebé decore o quarto com objetos de vários formatos e cores fortes. Nesta fase, pode ocorrer de o bebé ficar estrábico, de forma pontual e rapidamente voltará ao normal.

Segundo e terceiro mês de vida

A visão desenvolve-se muito rápido, possibilitando aos bebés ver mais nitidamente, seguir objetos e conseguir mudar o campo de visão sem mover a cabeça. Neste momento já é aconselhável reduzir a luz do ambiente para permitir um maior descanso, dado que a sensibilidade à luz aumenta.

Quarto ao sexto mês de vida

Os bebés desenvolvem a perceção de profundidade, aumentando a capacidade de alcançar objetos, uma vez que ganham a noção de distância. Sendo sugerido pela Academia Americana de Oftalmologia que aos 6 meses a criança passe por uma nova avaliação de oftalmologia.

Sétimo ao décimo segundo mês de vida

Com o aperfeiçoamento da visão de profundidade torna-se mais propenso a acidentes, uma vez que poderá ferir o olho ao aproximar os objetos da cara. Aqui os olhos do bebé adquirem a sua cor definitiva.

O brilho dos dispositivos móveis e televisões é muito intenso para a criança, assim, ao permanecer muito tempo em frente dos mesmos, tornar-se-á prejudicial à saúde dos olhos e à captação de outros estímulos.

Quando deve se preocupar com a visão do bebé?

As doenças oculares podem se desenvolver em bebés, ainda que pouco comum. Abaixo, são-lhe apresentados alguns sinais que podem indicar problemas na visão dos bebés:

  • Um olho menor que o outro;
  • Pupila de tamanho, forma ou cor desigual;
  • Olhos a tremer;
  • Irritação nos olhos;
  • Olhos desviados ou cruzados;
  • Sensibilidade à luz;
  • Reflexo branco no centro da pupila;
  • Lacrimejo excessivo;
  • Esfregar continuamente os olhos;
  • Necessidade de segurar os objetos muito próximo aos olhos para ver;
  • Necessidade de franzir os olhos para ver.

Fique atento também, a possíveis queixas por parte do seu filho, como, por exemplo, ter a visão borrada ou dupla, sentir dor de cabeça ao ler e ter comichão excessiva nos olhos.

Assim, em caso de qualquer queixa marque uma consulta de optometria e visite o nosso site ou umas das nossas lojas físicas e ajudamo-lo com o que precisar!